quinta-feira, janeiro 25, 2018

parapeito

Desceu ao mais fundo
do profundo de si
Pra perceber um parapeito
de onde ainda podia cair

terça-feira, janeiro 02, 2018

Sobre ceder e perder

A verdade é que não morremos
não sobra nada mais de nós depois de tantas batalhas

um sorriso a menos, a cada dia
cada muro que enfiamos a cabeça e não cede
perde-se a cabeça e nos perdemos

você vê que fantasia bonita é essa de socar as ondas de volta ao oceano?

Percebe que não é o quê perdemos, mas como vamos perder...
Pois sempre se perde
sobre isso não há mais ilusão

Meu bem, você foi uma boa história
mas acabou
poderia ter sido bem diferente, mas tudo chega ao fim, não?

E de todas as raivas que sinto, te digo:
torço pela sua felicidade
de verdade
só não vou estar mais em seu caminho
te arrastando ou impedindo...

segunda-feira, outubro 16, 2017

A barca

Estava eu ali
parado naquela paisagem
como na ponta de uma canoa que não alterasse o caminho por mim
sequer ela sentia o meu peso
ela seguia e eu era nada para ela
eu era apenas um passageiro
que não fazia nada a não ser observar
não havia muito o que olhar
à minha volta uma densa névoa
daquelas de arrepiar até o osso
mesmo assim, forço a visão
eu sou teimoso como a barca
que segue me levando
e eu sigo em pé apontando e fingindo a direção que estamos indo
em dado momento a barca chega em uma encruzilhada
e em todas as vezes ela ignorou meus anseios de mudança de rota
como eu desejei, como eu implorei que fosse diferente
mas agora a barca está ali parada
encalhada pela simples emoção de me esperar
eu não sei pra onde apontar
em poucos momentos da minha vida me senti assim
estou eu ali, em cima da barca
cansado de apontar caminhos que não dão em nada
nem sei se estou mais em pé
talvez eu vá sentar e descansar disso
eu sei que ela vai continuar... sem mim

sexta-feira, setembro 08, 2017

arte, vida

Vem,
paralisa no ar neste frame
desliga a máquina de projetar sentimentos
angústia, angústia e angústia
é combustível das minhas horas
o tempo e o cinema
a música, poesia e as letras
tudo me faz sentir você
respirar você
eu pareço aqueles pedaços de sementes
imbuídos e absortos em caldas de chocolates crocantes
eu afundo no seu doce, meu amor
meu amor
meu amor mil vezes
eu te amo
preciso tanto te dizer isso
que a memória não me falhe
e nem eu conceda espaço ao arbítrio...
Eu queria chorar, sabe?
por ter feito tudo aquilo
nunca te mereci mas quem sabe?
você sempre foi melhor do que eu...

quarta-feira, agosto 16, 2017

violência aos violentos

Não!
Não tolerar a intolerância
não conviver com quem quer matar
interromper quem leva adiante ódio
e se entendem apenas uma língua:
violência aos violentos

segunda-feira, abril 03, 2017

Lados

Bala perdida mata idoso que lia jornal
para alguns, se ele não fosse idoso seria bala pedida
Dependendo era mesmo do local
para outros se ele não soubesse ler... aí sim, seria
Para mim, dependendo do Jornal...

O Judiciário brasileiro

Para o Judiciário brasileiro
este poeta homologado de "Direito"
a melhor rima para prisioneiro
é Negro, é Negro...

Os desembargadores são brancos
os juízes e promotores são brancos
E os prisioneiros?
São negros, são negros

Escravidão contínua
é sinônimo de Justiça
A do Brasil é caolha
Vê a culpa na pele da pessoa

E os prisioneiros?
São negros, são sempre negros
E os mortos?
São negros, são sempre negros